Granalhas de Inox - Indústria da Pedra

4 min. leitura
Oxidação provocada pelo tratamento superficial de pedra natural com granalha de inox.

No tratamento superficial de pedra natural, a utilização de uma granalha de inox, em alternativa a uma granalha de aço, tem como objetivo evitar a posterior oxidação das superfícies. 

No entanto, apesar de algumas empresas desta indústria utilizarem no seu processo uma granalha de inox, são confrontadas com situações de oxidação das superfícies tratadas.

Este problema é especialmente grave, quando a referida oxidação se verifica após a conclusão da obra, em que os custos de reparação são muito elevados, além de outras consequências possivelmente ainda mais danosas. 

Levanta-se a questão; pode uma granalha de inox oxidar?

Sim.. uma granalha de inox pode oxidar e ser a causa de graves problemas.

Para selecionar a melhor granalha para otimizar o seu processo, deve avaliar a composição da granalha e o seu método de fabrico.

Neste processo de tratamento superficial de pedra natural, quer seja de mármore, granito, aglomerados, ou outros, existe a projeção de uma partícula, por granalhadora (turbinas) ou cubas pressurizadas (ar comprimido), contra a superfície a tratar. 

Pelas características da pedra natural, nomeadamente a sua dureza e porosidade e pelo tipo de granalha utilizada, existe a possibilidade de algumas partículas da granalha ficarem impregnadas na superfície tratada.

A oxidação da partícula significa que a própria pedra natural ficará oxidada, podendo essa oxidação desenvolver-se nomeadamente por escorridos.

O que é um aço inox?

Os aços inoxidáveis são ligas de ferro (Fe), carbono (C) e cromo (Cr) com um teor mínimo de 10,50% de Cr. Existem no mercado diferentes tipos de aço inox, nomeadamente austeniticos, ferríticos e martensíticos.

De igual modo, estão disponíveis diferentes tipos de granalhas de inox. Os aços inoxidáveis mais comuns para esta aplicação são da série 200 (ex:201 ou 202) e da série 300 (ex:304).

Os principais componentes do inox que asseguram a resistência à oxidação e a durabilidade são o crómio e o níquel. Enquanto o crómio assegura a “inoxibilidade” o níquel garante uma maior resistência.

O inox AISI304 tem uma maior resistência à oxidação e uma maior durabilidade, em comparação com o AISI201/202, principalmente pela presença do níquel. A utilização de manganês em alternativa ao níquel nos aços AISI201/202, tem como único objetivo a redução de preço, comprometendo desta forma o comportamento esperado do inox.

Confirma-se que o aço inox AISI304 tem uma maior proteção à corrosão, assim como uma maior durabilidade, em comparação com um aço inox AISI201/202.

A utilização de uma granalha de inox AISI304 assegura uma maior proteção e durabilidade, garantindo superfícies sem oxidação.

Quais os métodos de produção e a sua influência na durabilidade da granalha?

As granalhas de inox podem ser produzidas por fundição ou por trefilagem.

Por fundição as partículas têm poros e tensões internas que aquando do impacto tem maior tendência à quebra da granalha. 

Neste método produtivo, uma determinada referência de granalha é composta por partículas de várias dimensões (ex: uma S300 tem partículas entre 1,7mm e 3,0mm). Assim, quando esta granalha é adicionada à mistura operativa em funcionamento, estamos também a adicionar partículas pequenas, que terão naturalmente um tempo de vida reduzido e rapidamente se transformam em pó e serão removidas do sistema.

Na granalha de inox CW, obtida por trefilagem, encontramos uma estrutura mais organizada, fruto do processo de “compactação” existente na trefilagem. Consequentemente a granalha de inox CW apresenta uma resistência à quebra muito superior. Esta granalha vai-se desgastando uniformemente, não quebrando.

A granalha de inox CW tem partículas de dimensão muito controlada e todas dentro da mesma gama granulométrica. Com a adição de granalha CW (ex:2,5mm) à mistura operativa, que já tem na sua composição grãos mais pequenos, estamos a adicionar apenas “grãos grossos”, que terão maior durabilidade, e que se irão desgastar durante a operação, tornando-se mais pequenos e mantendo assim uma boa mistura operativa.

Deste modo, compreende-se a razão para a maior durabilidade das granalhas CW fabricadas por trefilagem. Nas granulometrias de maior dimensão, como as usadas no tratamento superficial das pedras naturais, principalmente de granito, a diferença de durabilidade é, em média, superior a 100%. Considerando o valor da granalha de inox, a seleção da melhor referência traduz-se numa poupança muito expressiva.

A mudança de uma granalha de fundição (ex: S300) para uma granalha CW, traz vantagens adicionais, além das que já foram mencionadas. 

As granalhas CW, com as características corretas, são, sem qualquer dúvida, uma boa alternativa às granalhas de fundição.

A BLASQEM pode ajudar a sua empresa a efetuar esta mudança, clarificando qualquer dúvida e comprovando as mais-valias mencionadas…